administrativo

Gebase viabiliza solução em radier para empreendimentos de grande porte

24-04-2019

Uma solicitação de um cliente para checar a possibilidade de aplicar fundação radier acabou por se tornar um estudo de referência para a Gebase.

Para o estudo, utilizou-se como base diversos itens, tais como:
- Relatório de sondagens à percussão com ensaio SPT;
- Projeto de terraplenagem do condomínio;
- Projeto de locação e cargas dos pilares;
- Projeto de locação e cargas dos pilares dos Blocos

O relatório foi extenso mas as principais conclusões estão abaixo:

"De acordo com as sondagens executadas ao longo do empreendimento foi possível observar a variabilidade do perfil geológico geotécnico, cuja constatação conduziu à diferentes soluções de fundações diretas e profundas.
Em vários casos foi possível adotar solução de fundações em radier, mesmo embora seja
necessário executar uma melhoria de base.
Entretanto, há casos de edifícios próximos de contenções e taludes, onde a sobrecarga
solicitante pelo radier nestas regiões tende gerar estruturas “robustas” para as contenções e reduzir o fator de segurança contra ruptura global dos taludes.
O uso de laje estaqueada pode minimizar o efeito da sobrecarga e viabilizar uma solução de
fundação mista, onde parte da sobrecarga da estrutura seria absorvida pela laje apoiada diretamente no solo, e o restante do carregamento por um conjunto de fundações profundas (estacas ou tubulões).
Com a melhoria do solo da base do radier seria possível adotar tensão admissível do solo de
1 kgf/cm² e coeficiente de reação vertical de 1 kgf/cm³, onde o restante da sobrecarga da estrutura deverá ser distribuída para as fundações profundas.
As sondagens não indicaram a presença do lençol freático, no entanto a solução com estaca
hélice contínua monitorada é economicamente mais vantajosa que a solução com estaca escavada mecanicamente, tendo em vista os menores volumes de concreto e aço quando comparadas tais soluções para os mesmos diâmetros.
Além disso, a perfuratriz da hélice contínua possui torque maior que o equipamento da
estaca escavada mecanicamente, minimizando os riscos da necessidade de reforços das fundações devidos estacas com profundidades menores que os previstos em projeto.
Caso seja adotada a solução de estacas escavadas mecanicamente é recomendada a
execução de furos testes para avaliação da capacidade de perfuração do equipamento.
Devido tensões solicitantes nas seções das estacas superiores ao valor limite da NBR
6122/2010, tanto para estaca escavada mecanicamente, quanto para estaca hélice contínua
monitorada, além das quantidades totais previstas para as fundações deverão ser executadas provas de carga estáticas nas estacas. "

O relatório completo foi muito elogiado pelo cliente e tornou-se uma referência para os engenheiros da Gebase.

Últimas Notícias

16-09-2021

Projetos de Terraplenagem da Gebase oferecem soluções de redução de custo

14-12-2018

Gebase emite Laudos Geológico e Geotécnico em conformidade às legislações municipais

11-10-2018

Trabalho apresentado em Congresso é bem avaliado

06-08-2018

Gebase é homenageada em inauguração de Centro Comunitário

Ver todas
® todos os direito reservados - (19) 3243 8081 gebase@gebase.com.br desenvolvido por